Não posso ligar o exaustor quando tenho a lareira a funcionar

Ventilação Mecânica Controlada (VMC) 06/Mai/2021 46
Não posso ligar o exaustor quando tenho a lareira a funcionar

Não posso ligar o exaustor quando tenho a lareira a funcionar




Um exaustor standard de 90 cm pode extrair, na velocidade média, um caudal aproximado de 750 m3/h de ar.

Se este exaustor estiver montado numa cozinha de 30m2 com um pé direito de 2,5 m, ou seja, com um volume de 75 m3, isso significa, que este exaustor consegue extrair o equivalente a 10 vezes o volume de ar da cozinha no espaço de uma hora.

E, de onde vem esse ar?

Há alguns anos atrás o ar entrava pelas frinchas das portas e das janelas. Só que atualmente, as casas já não têm frinchas, antes, são totalmente estanques para garantirem a eficiência térmica e sonora exigida pela nova regulamentação.

Então, volto a perguntar: de onde vem o ar que eu preciso introduzir na cozinha para que o exaustor cumpra a função dele?

1ª Opção: Por uma janela da cozinha


Sempre que ligo o exaustor, abro uma janela da cozinha. A solução é eficaz, mas convenhamos, muito pouco cómoda, principalmente se estivermos a falar de um dia de inverno. O exaustor vai funcionar bem, mas a cozinha vai ficar gelada.

2ª Opção: Por uma grelha que eu deixei na parede


A sério?? Gastou uma fortuna em caixilharia sem pontes térmicas, vidros duplos e triplos e depois abre um buraco na parede e coloca lá uma grelha por onde vai entrar o ar à temperatura que estiver no exterior, o ruído e sabe-se lá o que mais? Acresce a esta realidade, o fato desta grelha ser geralmente colocada numa parede lateral, ou mesmo na parede oposta àquela onde se encontra o exaustor. Isso implica que o ar que entra por aquela grelha vai ter de atravessar toda a cozinha até chegar ao exaustor, passando no caminho pelas costas do cozinheiro (ou cozinheira), com todas as consequências desagradáveis de desconforto que isso provoca.


3ª Opção: Pela chaminé da lareira


Não há janela aberta, nem grelha na parede: por onde entra, então, o ar?

Uma boa possibilidade é entrar pela chaminé da lareira, no sentido inverso ao normal, ou seja, de cima para baixo. Se estivermos no inverno e a lareira estiver acesa, o que vai acontecer?

É isso mesmo, vamos defumar chouriças na sala de estar.


4ª Opção: Não entra por lado nenhum, a minha casa é totalmente estanque

Neste caso o exaustor não vai funcionar eficazmente e quando o seu marido, ou esposa, chegar a casa, bastar-lhe-à abrir a porta de entrada para ficar a saber o que vai ser o jantar.

Então, qual é a solução mais correta que eu tenho disponível para uma correta exaustão dos fumos e cheiros produzidos na cozinha ?


O nosso exaustor deveria possuir uma compensação de ar equivalente ao que extrai, à semelhança do que acontece nas cozinhas industriais. Nestes casos as hottes aspiram os fumos e cheiros pelo centro e compensam esse ar com a introdução de ar novo na sua periferia. Desta forma a hotte encontra-se totalmente compensada, não influenciando o restante espaço da cozinha.

Só que esta solução não existe para exaustores domésticos, pelo menos que eu conheça.

Assim sendo, a única alternativa é simular uma situação semelhante, que consiste em colocar uma grelha no teto próxima do exaustor a qual se encontra ligada um tubo que vai buscar ar ao exterior através do telhado. Conseguem visualizar o resultado? O ar que compensa a extração do exaustor vem através dessa grelha, mantendo inalterável o restante ambiente da cozinha e da casa na globalidade.

Trata-se de uma solução que tem um custo reduzidíssimo, mas que por desconhecimento, nunca é adotada.