NZEB

Outros 06/Mai/2021 77
NZEB


nZEB: nearly, Zero, Energy, Building

ou, se quiser, em português, Edifícios com Necessidades de Energia Quase Nulas

é uma designação de um programa de construção para Edifícios Públicos, mas também Residenciais, que pretendem obter um equilíbrio energético próximo do Zero.

O que é que isto significa?

Fundamentalmente com o programa nZEB, pretende-se conceber edifícios que consumam a menor quantidade de energia possível, e que mesmo esta seja produzida no seu interior ou nas suas imediações, de forma a que o balanço entre energia consumida e produzida se aproxime de Zero.

Dito de outra forma, pretende-se obter um regime de auto-sustentabilidade, ou seja, que no futuro, as nossas casas consigam produzir de forma ecológica, praticamente toda a energia que necessitam de consumir. Este objetivo, é tanto melhor atingido, quanto mais se reduzirem as necessidades de consumo e se aumentarem as capacidades de produção.

Comecemos por avaliar como podemos reduzir a energia consumida. Sem prejuízo de diversas formas de redução de energia, como sejam, por exemplo, os ganhos possíveis devido à orientação solar do edifício, a parte mais significativa para a redução de energia, resulta, primeiro, pela eficácia do esquema de isolamentos térmicos adotados e segundo, pela eficiência energética dos principais equipamentos consumidores de energia.

É neste contexto que aparecem justificados os esquemas de isolamento térmicos já quase generalizados nas construções atuais, ou seja, o conhecido “capoto” para isolamento das paredes exteriores, a lã mineral para isolamento das lajes dos pisos, as caixilharias sem pontes térmicas e os envidraçados duplos e triplos. Por parte dos equipamentos, todos terão que possuir uma etiqueta energética de Classe A ou superior, como garantia de baixos consumos de energia.

Para a parte da produção de energia, fundamentalmente, ao nível residencial, estamos a referir-nos a sistemas que utilizam painéis solares fotovoltaicos para produção de energia elétrica.

Em resumo, a ideia a reter, para quem está a construir a sua nova casa, ou a proceder a uma remodelação profunda de uma construção existente, é que dever ter sempre presente uma ambição de conseguir edificar uma construção, que consiga produzir tanta ou mais energia do que aquela que vai consumir, eliminando assim, um dos mais penalizadores custos suportados atualmente por todas as famílias portuguesas.